domingo, 16 de outubro de 2011

Parallèle 45

Salut, mes amis!
Há algum tempo, eu comprei uma caixa do Côtes du Rhône Paralèle 45 safra 07 de Paul Jaboulet Ainé.
Não sou de comprar vinho em caixa, mas desta vez este estava a um preço bom mesmo, e resolvi comprar para fazer uma daquelas experiências que a gente lê em livros de enologia para iniciantes, de comprar uma caixa e verificar a evolução do vinho ao longo do tempo.
A primeira garrafa que abri tão logo chegou a caixa mostrou a rusticidade proveniente da grenache, da cinsault e da syrah plenamente amadurecidas pelo sol do sul da França. O alto teor alcóolico (14%) também mascarava um pouco a riqueza de aromas do vinho.
Esqueci a caixa na adega e após uns meses abri mais umas 2 ou 3 garrafas, tentando novas harmonizações, mas sempre com a mesma impressão.
Pois bem, ontem fomos jantar em um bistrozinho em SP e, como pediríamos pratos com carne, achei na carta o Parallèle 45 a um preço "razoável" - embora eu nunca ache "razoável" o preço que os restaurantes cobram pelo vinho.
O vinho apresenta uma bela e profunda cor púrpura, com reflexos rubis na borda que já mostra um halozinho aquoso, o que demonstra que está num momento ótimo para beber. Está desprendendo mais facilmente os intensos aromas de frutas vermelhas e, com algum tempo na taça, solta um pouco de chocolate, talvez fumo com chocolate; por último, já na boca, dá uma pontadinha de pimenta. Os taninos já estão bem domados e até a patroa, que se arrepia toda quando a bochecha dela seca, achou o vinho gostoso.
Bom, ontem o provamos com filé grelhado e filé au poivre vert, mas agora já dá para cravar que ele também vai bem com um risoto mais substancioso, massas com molho de carne, pizzas e queijos mais fortes.
A R$38 a garrafa, é uma ótima relação custo-benefício - 'bora comprar outra caixa de safra mais recente para guardar!
Fica a dica!
Santé! Au revoir!

5 comentários:

  1. Salut! Para constar: 7 meses depois abri mais uma garrafa, que já demonstrava um pouco de evolução na cor, uma bordinha mais alaranjada... bom presságio que foi confirmado - o vinho está bem macio agora, ainda carnudo e com o finalzinho apimentado que eu adoro. Delicioso. Ótima compra.

    ResponderExcluir
  2. Cheguei ao post para pesquisar a respeito da duração do Parallele 45, pois comprei uma garrafa magnum, safra 2006, e fiquei achando que já poderia ter passado. Sei que os magnuns envelhecem mais devagar, mas como vou fazer um queijos e vinhos para muita gente resolvi usar o parallele como o vinho mais leve....
    Pelo que li vc. acha que ele agora que tá bom.
    Aliás, onde vc. comprou por esse preço?
    Obrigado

    Cláudio Pinto

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Cláudio
      No seu lugar eu abriria esta garrafa agora mesmo, acho que não vai se ganhar deixando-a deitada por mais tempo...
      Quanto ao preço, me surpreendi com a resposta à sua pergunta, pois entrei no site da Mistral, onde eu havia comprado esta caixa há um tempo, e agora o preço está o dobro - R$77,00!!! Está certo que o dólar aumentou, mas não era pra tanto...
      Obrigado pela visita ao blog, e quando vc tomar este vinho, deixe aqui também a sua impressão sobre ele.
      Um abraço.

      Excluir
  3. Poxa! A R$ 38,00!? Me passa o endereço, urgente!?

    ResponderExcluir
  4. Aline, este post é bem antigo, infelizmente com a variação do dolar e algum aumento real devido à grande procura por este vinho, o preço atualmente deve estar entre R$80 e R$90, já não é assim um campeão em relação custo-benefício...
    Obrigado pela visita ao blog!

    ResponderExcluir

Já que você suportou ler até aqui, por favor deixe sua impressão, comentário, sugestão, palpite, imprecação...