sexta-feira, 29 de junho de 2012

M. Chapoutier Bila-Haut '06

Salut, mes amis! 

 

Numa noitezinha fria de junho me bateu uma vontade de beber um vinhozinho que esquentasse um pouco mais minhas orelhas do que aqueles que eu venho tomando ultimamente. E que tivesse muita "substância".
Sinceramente, ainda não desenvolvi memórias olfativa e gustativa a ponto de acertar na mosca todas as vezes, mas acho que devagar, pesquisando e me apoiando em conselhos de quem entende, aos poucos eu vou chegando lá.
Digo isso porque escolhi este Chapoutier produzido no Domaine Bila-Haut, na AOC Côtes du Roussillon, Sul da França, com syrah, grenache e carignan cultivadas em solo argilo-calcário composto com xisto e gnaisse, o que normalmente deveria endurecer um pouco o caráter destas cepas com características minerais.
Já de olhar o vinho na taça sua potência pode ser percebida pela densidade da cor e das muitas lágrimas que se formam no copo - um bom indício de que a escolha estava correta. O primeiro aroma que me veio à mente foi o tabaco com chocolate e na remexida da taça se desprenderam os aromas de compota de frutas vermelhas e vegetais (este último francamente não me gusta mucho nos tintos...) Na boca o álcool mostra bem sua presença, afinal são 14,5%, mas a acidez de que tanto gosto nos vinhos franceses também aparece bem. Os taninos respondem prontamente à chamada, com firmeza. O retrogosto reforça a nota vegetal, denotando também um pouco de pimenta.
Um vinho potente mas não muito agressivo às bochechas (este é meu "controle de qualidade" quanto aos taninos), ótima pedida para uma noite fria de sábado. Ainda mais acompanhando um festival de rock pela TV. Acabei ficando curioso para provar os esotéricos "Occultum Lapidem" e "v.i.t" (visitare interiores terrarum), tops de linha produzidos por Chapoutier no mesmo terroir com vinhas velhas.
"Em uma noite especialmente boa,
Não há nada mais que a gente possa fazer...
...Senão eu, quem vai fazer você feliz?"
(o link abaixo é de uma versão mais light da canção, para não agredir os ouvidos seletos dos leitores do blog..)
Santé, mes amis! Et à bientôt!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Já que você suportou ler até aqui, por favor deixe sua impressão, comentário, sugestão, palpite, imprecação...