sábado, 30 de março de 2013

Masi Passo Doble Corvina-Malbec 2006 - argentino com alma italiana

Salut, mes amis!
Dia desses dessarolhei esta garrafa - corte de 65% malbec, 5% merlot e 30% corvina - sem grandes esperanças, afinal a malbec não é das minhas favoritas, mas me surpreendi pelo equilíbrio do vinho. Possui uma cor rubi muito densa e brilhante, com reflexos púrpura, lágrimas densas e coloridas. Aromas de frutas vermelhas, vegetais, muita especiaria e uma pontinha de tabaco. Na boca confirmou as frutas bem maduras, pimentão vermelho, azeitona, pimenta, cravo... o que eu mais gostei deste corte é que a corvina deu uma "quebrada" na fruta exuberante da malbec, aportando acidez e um pouco daquele "amarguinho" característico dos vinhos do Vêneto - os valpolicella e bardolino. Detalhe é que a corvina é passificada antes de ser prensada (conforme a tradição dos amarone) e adicionada ao corte de malbec e merlot, provocando então uma segunda fermentação. Acho que isso é fundamental para a boa integração dos aromas que este vinho apresenta. Vinho muito redondo, com taninos finíssimos (já se foram 7 anos na garrafa...).
Ótima relação preço/qualidade, atualmente vale 55 moedas na Mistral (safra 2009).
Santé!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Já que você suportou ler até aqui, por favor deixe sua impressão, comentário, sugestão, palpite, imprecação...