quarta-feira, 24 de abril de 2013

Catena Alta Malbec 2008

Salut les amis!
No domingão o sogrão convidou para um churrasco lá na casa dele, e como recentemente havia sido comemorado o Malbec Day, veio a idéia de abrir uma caixinha e tirar lá de dentro um Catena Alta, famoso vinho desta casa ícone argentina, e harmonizar este belo vinho com o churrasco, a maior contribuição dos hermanos à gastronomia...
Produzido com uvas provenientes dos quatro vinhedos de altura de Catena: Adrianna (1.470m), Nicasia (1.173m), La Piramide (940m) e Angelica (864m). De cor rubi/púrpura profunda, muitas lágrimas densas, lentas e coloridas, halo ainda transparente, sem denotar evolução. Aromas complexos de geleia de frutas negras, azeitona preta, violeta, cravo, tabaco. Na boca é elegante, a boa fruta e a acidez ótima fazem "desaparecer" os 14,5% de álcool,  característica incomum à maioria dos malbecs argentinos. Taninos finos, realmente é muito bem equilibrado com a doçura do álcool e da fruta na medida certa. Embora tenha passado um ano em barricas francesas (70% novas), a madeira é discreta. Aveludado, redondo, final prolongado. Belíssimo vinho, já está ótimo agora, mas deve amadurecer bem na garrafa por mais uns anos.
Nem precisaria dizer, mas caiu como uma luva com costela e carré de cordeiro.
Atualmente a safra 2009 custa 169 contos na Mistral.
Santé!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Já que você suportou ler até aqui, por favor deixe sua impressão, comentário, sugestão, palpite, imprecação...