domingo, 28 de julho de 2013

Wine Weekend 2013

Salut les amis!
Estávamos no sábado em Moema, e enquanto a Alessandra fazia compras eu aguardava sentadinho navegando na net quando vi no blog do amigo Epifanio (VinhoSim) que acontecia de 25 a 28 de julho no Parque do Ibirapuera a Wine Weekend, encontro de produtores e importadores no Pavilhão da Bienal. Como estava um dia muito agradável, resolvemos almoçar e dar uma volta na feira.
Como estávamos com nossos filhos pequenos, à chegada fomos agraciados com convites "VIP", porque a fila para a bilheteria normal estava imensa e simplesmente não andava. O inconveniente era que o convite não contemplava o agraciado com uma taça para degustação, tivemos que nos virar para degustar os vinhos nos stands. Menos mal que existia lá dentro uma lojinha de artigos para enófilos, onde compramos um par de taças para ficarmos mais à vontade.
Com o tempo escasso, nos concentramos nas nossas preferências: os franceses. Passamos primeiro no stand da Hedoniste para dar um alô aos amigos Marcelo e Guilherme, que importam há algum tempo ótimos champagnes e que agora estão expandindo seu portfolio para outras regiões francesas, como a Provence, de onde trazem ótimos rosés, Languedoc - gostei muito de um vin de pays de Carcassone - e Rhône, de onde vem dois exemplares de Rasteau - um mais simples e frutado para o dia-a-dia e outro mais complexo e carnudo.
Em seguida fomos à Chez France, com um ótimo e variado portfolio - de onde eu já conhecia um gewurztraminer meio-seco  de Haag e um bom rosé de Provence (eles fornecem a carta do Bistrô de Paris, simpático restaurante na R. Augusta que costumamos freqüentar) - onde acabei provando (e depois comprando) um ótimo e fresco Chablis, um gewurtz meio-seco delicioso da Cave de Ribeauville, um bom Morgon do Domaine de l'Oyby, um borgonha das Hautes Côtes de Nuits (eu não resisto a um bom borgonha) e duas garrafas de um belíssimo grand cru de St.-Émilion, Château Franc, que a 90 moedas achei um ótimo custo-benefício.
Bela mesa da Chez France
Saindo dali entramos na Lidio Carraro pois estava ansioso para provar o aclamado Dadivas chardonnay que, embora esteja com bom preço, não entendo o porque dos produtores brasileiros na maioria das vezes quererem ir na onda - no caso um chardonnay concentrado, com madeira - ao invés de tirar vantagem do que temos de bom, que é a acidez e o frescor. Simplesmente não me despertou maior atenção. Também provei os Elos, e acho que por 80 ou mais reais se encontrou muita coisa importada bem melhor, ali mesmo na feira.
Em seguida fomos na De la Croix, onde o Daniel nos apresentou belos vinhos de seu catálogo, mesmo explicando que tenha separado vinhos de uma faixa média de preços para esta feira. Gostei de um crémant de Limoux bem fino e elegante, mas acabei comprando outros vinhos, como um riesling do Domaine Bott Geyl, o sempre aclamado gewurtz de Zind-Humbrecht e um carnudo e redondinho Pic St. Loup Coteaux du Langedoc Bergerie de l'Hortus.
Passamos pela Weinkeller, onde uma equipe muito simpática apresentou muito bem o belo trabalho que estão fazendo ao importar bons vinhos da Alemanha a um preço ótimo. Comprei duas garrafas de um riesling spätlese (colheita tardia) trocken (seco), Heinz Pfaffmann-Kloster, magnífico! Nariz de vinho doce, mas boca seca, mas suave, sublime. Também gostei dos pinot gris e dos vinhos de litro, meio-secos, que certamente farão muito sucesso com as mulheres nas festinhas da família.
Certeza que ficou muita coisa para trás por falta de tempo (Casa Valduga, Pericó, Smart Buy), mas como estávamos com os filhotes, concluímos nosso passeio pela Wine Weekend retornando à Hedoniste, onde comprei algumas garrafas daqueles vinhos que tinha gostado além de uma belíssima "magnum" de um rosé Côtes de Provence  "Sainte Victoire", do Mas de Cadenet, do qual já havia provado o Arbaude - ótimos rosés, daqueles capazes de te fazer sentir-se às margens do Mediterrâneo quando degustados com um belo prato de frutos-do-mar à provençale...
Santé! Au revoir!

A bela magnum de rosé da Hedoniste

Resulatado da visita à feira...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Já que você suportou ler até aqui, por favor deixe sua impressão, comentário, sugestão, palpite, imprecação...