quarta-feira, 30 de outubro de 2013

Château de Villars Fontaine "Les Jiromées 2005" com lagosta

Salut les amis!
Havendo eu recebido o kit de vinhos do Château de Villars Fontaine, vindo pelo Emporio Mundo através do grupo de "Les Amis de Jean Claude", estava salivando só de pensar em abrir esta garrafa deste vinho que eu já havia degustado em um curso sobre vinhos da Bourgogne, sobre o qual já escrevi aqui.
E a oportunidade veio um dia desses, quando passei pelo mercadão e comprei umas lagostas lindinhas, que planejava cozinhar à moda do "Rufino's": no forno, sobre uma cama de batatas, regada com creme de leite e páprica. Tudo acompanhado com um risotinho ligeiramente temperado com chèvre e tomates-cereja. Depois tudo veio a se provar uma harmonização perfeita!

                 

Quanto ao vinho, a imagem de cima já diz muita coisa. De um dourado lindíssimo, aos olhos já encanta. O primeiro nariz demonstra aromas bem complexos, de frutas brancas - maçã, pera, pêssego - e cítricas, além da baunilha proveniente do velho e bom carvalho francês, elegantemente dosado (o vinho passa 18 meses em barricas novas). Em seguida os aromas se voltam mais para frutas tropicais ou cristalizadas, como abacaxi em calda, e minha mulher me atentou até para um laivo de pitanga! No final aparecem também as esperadas (para um grande bourgogne branco) notas de frutas secas e mel, e na boca o vinho é um deleite de tudo isso junto, com untuosidade e um perfeito equilíbrio entre fruta, acidez e madeira, deixando mais destacadas no retrogosto as notas de frutas maduras e a baunilha. Eu não sou de avaliar os vinhos numericamente, afinal não tenho nem técnica para isso, mas lá no meu livrinho anotei cinco estrelas para este "Les Jiromées" - ele merece!
Santé! Au revoir!

3 comentários:

Já que você suportou ler até aqui, por favor deixe sua impressão, comentário, sugestão, palpite, imprecação...